Serviço Municipal de Protecção Civil de Torres Vedras declara Situação de Alerta

O Serviço Municipal de Protecção Civil de Torres Vedras emitiu um aviso no qual é declarada a situação de alerta de risco agravado de incêndios provocado pelo calor esperado nos próximos dias.

Perante as previsões meteorológicas para os próximos dois dias, que indicam para um significativo agravamento do risco de incêndio florestal, o governo delarou situação de alerta no período compreendido entre as 00h01 do dia 13 de setembro e as 23h59 do dia 14 de setembro de 2019, para todo o território de Portugal Continental.

A deliberação foi tomada por despacho conjunto dos ministros Ministro da Administração Interna e o Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, que divulgaram a medida em comunicado.

Para os próximos dias, evidencia-se que a partir da tarde desta quinta-feira, 12 de setembro, até sábado, 14 de setembro, prevê-se o aumento da intensidade do vento que, em conformidade com a continuação do tempo quente e seco, irá manter os valores muito elevados para o perigo meteorológico de incêndio, de acordo com a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA)

O Serviço Municipal de Proteção Civil de Torres Vedras, aconselha também a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndio florestal, nomeadamente a adoção de medidas de prevenção e precaução adequadas, observando-se as proibições em
vigor e tomando-se especial atenção à evolução do perigo de incêndio para os próximos dois dias.

Medidas Preventivas a tomar :

  • É proibido o acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI), bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem;
  • É proibida a realização de queimadas e de queimas de sobrantes de exploração;
  • Há proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que tenham sido emitidas, nos distritos em que tenha sido elevado o Estado de Alerta Especial de Nível Vermelho para o dispositivo de combate a incêndios rurais: Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbsl, Vila Real e Viseu;
  • É obrigatório usar dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa nos veículos de transporte pesados e 1 ou 2 extintores de 6 Kg, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas.

Mais informações Aqui

Fotografia: Direitos Reservados.