Neste Ano As Praias Do Concelho de Torres Vedras Foram Ainda Mais Seguras

A praia de Santa Helena foi o cenário escolhido este ano pela Câmara Municipal de Torres Vedras para realizar a sua sessão de encerramento da época balnear.

Esta teve lugar no restaurante Bronzear Beach Bar & Restaurant, no passado domingo, dia 15 de setembro, reunindo vários intervenientes ligados à segurança balnear no concelho.

Na ocasião foi realizado “um balanço do projeto “Praia Segura”, o qual consiste no patrulhamento da costa do Concelho, em particular das praias não concessionadas, durante a época balnear, por um nadador salvador e um elemento da Autoridade Marítima Nacional, numa viatura devidamente equipada. Durante esta época balnear, o número de intervenções registado foi o mais baixo desde que o projeto foi implementado em 2009, tendo sido contabilizadas 19 intervenções, nomeadamente de salvamento e recolha de animais (37%), primeiros socorros (26%) e situações de perigo e alerta (16%). A viatura associada a esta iniciativa esteve 93 dias no terreno, durante 930 horas e percorreu 7251 quilómetros”, lê-se em comunicado enviado à RTVON.

A RTVON apurou que foram registadas menos intervenções efetuadas em período homólogo do ano anterior, reduzindo num total de 4 intervenções, tendo o tipo de intervenções em primeiros socorros diminuir em 43 pontos percentuais e o perigo e alerta 6 por centro.

Durante a sessão de encerramento foram entregues diplomas de reconhecimento aos nadadores salvadores, militares da Autoridade Marítima Nacional e pilotos de parapente que estiveram em funções no decorrer da época balnear.

Na cerimónia foi atribuído o Prémio Cidadania ao adjunto de Comando dos Bombeiros Voluntários de Torres Vedras, Luís Martinho, e aos militares da Guarda Nacional Republicana, Armando Tuna e Filipe Gonçalves, que no dia 21 de abril resgataram duas jovens, que ficaram encurraladas pelo mar na Praia Formosa. De relembrar que este prémio tem o objetivo distinguir uma ação ou comportamento que se compreende numa atitude de cidadania relevante no sentido da prevenção e socorro nas praias do Concelho.

O “Praia Segura” contou este ano com uma novidade, que passou pela vigia da costa por meio de parapente, uma medida que resulta de um acordo de parceria estabelecido entre a Paravoar – Associação de Parapente e o Município de Torres Vedras. Na totalidade, foram realizados 39 voos, perfazendo um total de cerca de 120 horas de voo, que provieram de diversas ações no âmbito da prevenção e alerta para ocorrências de perigo na zona costeira, principalmente a identificação de uma situação de instabilidade junto à crista de uma arriba, avisos a caminheiros, desportistas e banhistas para diferentes situações de risco e prestação de esclarecimentos aos utilizadores dos trilhos junto às arribas.  

Fotografia: Direitos Reservados.