Externato de Penafirme é a primeira “Escola Azul” de Torres Vedras

O Externato de Penafirme foi o primeiro estabelecimento de ensino do concelho de Torres Vedras a receber a bandeira do projeto “Escola Azul”. A bandeira foi entregue na passada sexta-feira, 24 de janeiro, à margem de uma reunião de apresentação do programa que decorreu no Centro de Educação Ambiental, informou a Câmara Municipal em comunicado

Segundo a mesma fonte, a reunião teve como objetivo apresentar o programa às escolas das freguesias de São Pedro da Cadeira, Silveira e União de Freguesias de A dos Cunhados e Maceira, as três freguesias que abrangem o litoral do Concelho.

O “Escola Azul” é um programa educativo do Ministério do Mar que promove a Literacia do Oceano, ou seja, a compreensão da influência que o oceano exerce no ser humano e vice-versa. A Literacia do Oceano pretende “incentivar cidadãos e stakeholders para assumirem atitudes informadas e responsáveis sobre o Oceano e os seus recursos”, lê-se no comunicado.

Programa promove a Literacia do Oceano

Uma Escola Azul estimula os alunos a “criar laços afetivos com o mar”, “potenciando mudanças de atitude que permitam construir uma sociedade mais azul”, sublinha a mesma fonte.

O programa “distingue e orienta as escolas que trabalham temas relacionados com o mar, criando uma comunidade que aproxima o setor do mar, escolas, municípios, universidades e outras entidades que assumem um papel ativo na educação marinha”, conclui o comunicado.

Recorde-se que, chamado Educar para uma Geração Azul e resultando de uma parceria entre a fundação e o Oceanário de Lisboa com a Direcção-Geral da Educação, o programa- piloto foi lançado nas escolas de Mafra no início do ano passado.

Em junho de 2019, a então Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, explicou que o programa Escola Azul pretendia chegar, em 2020, a um total de 200 escolas de todo o país para promover a literacia do mar.